Arquivo para janeiro, 2010

filha de pica-pau

Hoje de manhã no carro, a caminho da escola:

– mamai, compa uma tisolinha de pástico pa mim, cooooooompa?

[Pausa pra observação: as suas frases que começam com “Compra pra mim…” são sempre cantadas, uma entonação peculiar e exclusiva (um tom consumista pero-no-mui sério) numa estrutura fixa. Só muda o nome do objeto de desejo.]

– pra que uma tesoura, filha?

– pra cortar a ávole.

– cortar a árvore?? Mas por que?

– puquê ela é toda bunitinha.

– …

Anúncios

*porpurina*

– eu adolo lupulina, mamai!

– eu também, filha!

.

(quanto tempo, ahn!?)