Arquivo de fevereiro, 2009

olé olé olá!

foto_0056

É mesmo a ‘coisinha’ mais espetacular!

prazer, eu sou ‘o mato’

Pois no final, carnaval 2009 foi uma delícia! Apesar da guerra contra os pernilongos silenciosos (sacanas demais, chegam sem alarde e fazem O estrago na cria)…

Depois de uns 25 minutos de caminhada, o brinde na cachoeira! E era grande mas estreita, um poço mediano: cabia um bom banho mas não longas braçadas. Perfeito. Cachoeira da mãe, me disseram.

Petit maravilhada, misto de respeito (receio?) e curiosidade. Queria sentar nas pedras logo abaixo da queda, como os outros adultos que faziam sua sessão de hidromassagem. E tinha medo de chegar muito perto. A água gelada não era das mais convidativas, mas isso não foi empecilho pra peixinha.

Fotos do encontro (e fotos na pousada):

dsc04467

dsc04471

dsc04464

dsc04451

the dark knight

Seu filme predileto…

whysoserious

‘manasso, mamai, manasso!’

tecla SAP: palhaço, mamãe, palhaço!

tatame & pliés

Ontem na creche, fim de tarde: noto um ‘bolo’ azul, preso à sua mochilinha por uma faixa branca…

.

momento-felícia MODE *ON*
Gente, aula de JUDÔ, eu posso com uma coisa dessas???????? Eu ‘güento* isso, MODEUDOCÉEEEEEEEEUUUUUUU?!?!
momento-felícia MODE *OFF*

.

Além do judô, teremos também as primeiras noções do ballet. Eu aviso quando aparecer o toutou de tule lá em casa…

(*) licença ‘poética’. eu tô sabendo da reforma ortográfica, tá?!

®

… é que deu de repente uma vontade de te dizer, mas são 16h20m e eu estou aqui no trabalho, você na escolinha (jantando, provavelmente), então fica registrado aqui:

TE AMO MUITO, MINHA FLOR!

.

veganinha

Pela primeira vez ela me solicita, durante o almoço, um talo de alface. Pensa numa emoção grande! Mordiscou umas 3 vezes, cuspiu uma outra, comeu uns pedaços de tomate… e nisso eu com cara de paisagem, como se fosse a coisa mais rotineira do mundo!

Será que ela ficou sabendo dos nossos planos vegano-naturebis-na-cachoeira para o carnaval?

alfacinha

cachu-carnaval

tem que ter habilidade…

Não quero ser a estraga-prazeres, mas é o seguinte:

Por mais que você pesquise/leia/devore/vomite artigos sobre maternidade e puerpério;
Por menos que se deixe contaminar com o “aaaaaaaahh, tadinha, dá jujuba pra ela senão ela vai passar vontade!” (?) & afins;
Por mais yoga e tai chi, Enya e Regina Volpato que se pratique;
Por mais que o pediatra tenha lhe explicado sobre esse “pró”, colocando-o como algo absolutamente normal (e ele o fez, exaustivamente);
Por mais que isso aconteça impreterivelmente com todo mundo, desde o primeiro australopiteco até a sua querida cria;

baby-food1

Você um dia se descabelará por causa da dieta de faquir da cria, irredutível e indiferente aos seus malabarismos culinarescos, às peripécias com a colher, às histórias inventadas e caretas convidativas… mãe moderna e esclarecida prestes a saltar do 4º andar…

Um dia, minha amiga! Afinal, não é à toa que o chamam de terrible twos! MUAAAAAAAAAAAAAAAAHAHAHAHAHAHAAAA!!!