palmadas NÃO!

palmada1

.

Quem tem filhos sabe como é difícil manter-se sempre tranquila e segura em todos os momentos. Eu mesma já perdi a paciência várias vezes, e sempre, SEMPRE, estava exausta ao chegar neste ponto. Perceba, a exaustão gera descontrole, que por sua vez provoca ações impulsivas e, muitas vezes, equivocadas.
Nunca bati em minha filha, e mesmo assim o sentimento de culpa é inevitável ao falar num tom mais ríspido. Exigir a maturidade de um adulto a uma criança ou bebê é insano, e por melhor que sejam nossas intenções, devemos nos perguntar sempre: afinal, quem é a criança?
Gritar mais alto não é a melhor saída, bater não é solução. E os danos emocionais (e infelizmente, até físicos) são fatos, SIM, por mais que ouçamos “ah, mas eu apanhei e hoje em dia sou absolutamente normal”. A relação entre agressor e agredido se transforma, em maior ou menor grau.

PALMADAS NÃO!

Participe desta revolução!

.

Leia mais neste ótimo post da Flávia Penido, no blog Roda Bebedubem.

Anúncios

1 Comentário»

  Vinicius wrote @

Palmada não, com certeza!
Pra mim é a consolidação de um ciclo de desrespeito entre os pais e os filhos.

Aliás, noto que as palmadas são cada vez menos frequentes entre meus amigos com filhos.

E em relação às cores das fotos, bem, nada como uma mexidinha no contraste, brilho, nitidez e saturação.

Que saudades de vocês!

Beijos!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: